GOLPE – MEI

Golpistas aproveitam ingenuidade de MEIs para enviar cobranças indevidas com ameaças de protesto judicial. Veja alguns cuidados para não cair nesse Golpe

Novo golpe está deixando os MEIs Microempreendedores Individuais em situações difíceis.

Contabilidade MEI
Contabilidade MEI

O Golpe de Associação de Empreendedores MEI (Microempreendedor Individual) vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil.

Trata-se de uma modalidade de empreendedorismo que é muito conhecida por permitir a abertura de um negócio com custos muito baixos, o que contribui para o crescimento de empreendedores de baixa renda. No entanto, existem algumas práticas ilegais e fraudulentas relacionadas ao Golpe de Associação de Empreendedores MEI, que podem ser muito prejudiciais para quem deseja abrir seu próprio negócio.

É importante que os empreendedores estejam cientes desses golpes para que possam se proteger e evitar perdas financeiras. O Golpe de Associação de Empreendedores MEI é uma fraude que envolve a criação de “empresas fantasma”. Neste caso, os fraudadores criam empresas fictícias que não possuem capital, mas que são registradas como MEI para obter benefícios fiscais e acesso a serviços bancários. Os fraudadores também podem usar o Golpe de Associação de Empreendedores MEI para obter financiamentos e empréstimos bancários ou mesmo aproveitar o status de MEI para apropriar-se de recursos públicos.

Além disso, eles também podem oferecer serviços que não possuem qualquer vínculo com o MEI, o que é considerado um crime.

Para evitar o Golpe de Associação de Empreendedores MEI, é importante que os empreendedores fiquem atentos e verifiquem se as empresas que estão usando para abrir seu negócio possuem todos os documentos necessários para operar legalmente. Além disso, é importante que os empreendedores façam sua parte para denunciar qualquer prática ilegal ou fraudulenta que possam encontrar.

Em suma, o Golpe de Associação de Empreendedores MEI é uma prática ilegal muito prejudicial para os empreendedores brasileiros. Portanto, é importante que os empreendedores saibam identificar esses golpes e façam sua parte para denunciar qualquer prática fraudulenta ou ilegal.

Dicas

Golpe da Cobrança Extrajudicial MEI:

Como Evitar Perdas Financeiras Nos últimos tempos, as empresas brasileiras têm sido cada vez mais vítimas de golpes que visam aproveitar-se da situação financeira difícil de muitos empreendedores.

O golpe da cobrança extrajudicial MEI (Microempreendedor Individual) é um destes golpes que vem tomando força nos últimos anos, assim como os golpes no cartão de crédito. Este golpe tem como alvo os microempreendedores individuais que necessitam de crédito para realizar seus projetos.

O esquema de fraude é simples: a vítima recebe uma ligação de um “cobrador”, que exige o pagamento de uma dívida fictícia. O “cobrador” geralmente se apresenta como funcionário de um banco ou de uma empresa de cobrança.

Esta prática é ilegal e está passível de punição. Por isso, é importante que os microempreendedores individuais estejam atentos às possíveis tentativas de golpe.

Para evitar o golpe da cobrança extrajudicial MEI, é recomendado que os empreendedores:

1. Não forneçam informações pessoais ou financeiras a quem não conhecem: Nunca forneça informações pessoais ou financeiras a qualquer pessoa que lhe telefone ou lhe envie mensagens. Se alguém lhe ligar para cobrar uma dívida, não forneça os seus dados bancários ou cartão de crédito.

2. Verifique se a dívida é real: Se receber uma ligação de alguém cobrando uma dívida, verifique se a dívida é real. Se não estiver familiarizado com a empresa que está cobrando, entre em contato com ela para confirmar se a dívida existe.

3. Verifique se a dívida está sendo cobrada por meios legais: Se a dívida é real, verifique se ela está sendo cobrada por meios legais. Se o cobrador não lhe fornecer os documentos necessários para comprovar a dívida, não lhe pague.

4. Não aceite propostas de pagamento imediato: Se o cobrador lhe oferecer um acordo de pagamento imediato, não aceite. É importante que você tome o tempo necessário para analisar a proposta e verificar se ela está de acordo com a lei. Para evitar ser vítima do golpe da cobrança extrajudicial MEI, é importante que os microempreendedores individuais sejam cautelosos ao receberem ligações ou mensagens de alguém cobrando uma dívida. Ao adotar as medidas listadas acima, é possível evitar perdas financeiras e manter sua empresa segura.

A orientação é que, apesar de o boleto de cobrança vir timbrado, com a inscrição “notificação extrajudicial”, QR Code e chave Pix, para dar a falsa impressão de autenticidade, o contribuinte ignore a mensagem e não faça o pagamento. Além disso, se for possível, o MEI deve denunciar o caso às autoridades policiais.

Veja como eles aplicam o golpe:

Ja existem alguas reclamações no site RECLAME AQUI Veja como é a mensagem por e-mail ou whats app

Prazo para pagamento até 02/09/2022, após data limite o título será negativado e enviado para protesto

“Consta em sistema um débito no valor de R$ 188,98 esse débito é referente a TAXA ÚNICA ASSOCIATIVA – (Pagamento Único), o valor original do débito era de R$ 149,00 porém como não foi pago no vencimento, foi encaminhado para o Departamento Jurídico e gerou as custas.
De acordo com o Credor a associação ocorreu no dia da abertura da empresa onde foi perguntado se gostaria de se associar a Associação Nacional das Empresas e foi aceito a solicitação, portanto é realmente devido esse valor.

O pagamento deve ser efetuado através do Pix utilizando o QR Code que consta na notificação ou através do Código Pix Copia e Cola, segue abaixo o Pix Copia e Cola, é só copiar e colar no ambiente PIX do seu banco!

Atenciosamente,  
Rodrigo Silva
VSD & Santos Escritório de Advocacia e Cobrança Extrajudicial “

0/5 Singular: (0 Análise)